Header Ads


BOM JARDIM - MA: PREFEITO É "LOBO EM PELE DE CORDEIRO" DIZEM SERVIDORES.


Depois de sinalizar que vai mexer com todos os projetos de leis aprovados na gestão anterior o Prefeito Francisco Araujo foi considerado hoje "lobo em pele de cordeiro", pelos funcionários públicos presente na sessão da Câmara.

Após encaminhar à Câmara de Vereadores no mês de fevereiro projeto de Lei que VETAVA TOTALMENTE AO PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES DE BOM JARDIM – MA (PCCS/BJ) o prefeito do município de Bom Jardim, na manhã de terça feira (28.03.2017), reuniu toda a sua bancada de vereadores pedindo apoio ao PL.

Na votação que aconteceu a tarde não deu outra, parte dos vereadores da base aliada votaram a favor do veto a pedido do prefeito, mas há quem diga que o prefeito perdeu credibilidade, pois para obter 6 (seis) votos dos 13(treze) vereadores, precisou de dois votos da oposição, sendo assim ele (prefeito) só conseguiu 4 votos dos aliados, se o prefeito está ou não desgastado na Câmara não importa, o que realmente importa foi a derrota que os funcionários públicos sofreram na tarde de terça-feira. ACREDITEI NAS PROMESSAS DESTE JUDAS, disse um servidor indignado.

Segundo Vereador Markony Mendes (PR),  que admitiu não ser a favor do veto pois a Lei Orgânica do município diz que não é competência da atual gestão encaminhar veto a Projetos de Leis aprovados na gestão anterior, já que eles (projetos) estão sancionados tacitamente (automaticamente) com o silencio do antigo gestor e que além disso o PL não teve nenhum parecer das comissões permanentes da Câmara inclusive da Comissão de Constituição, Justiça, Segurança, Administração e Redação Final que é a comissão responsável pelo parecer da constitucionalidade ou não do veto.

Outro ponto que cabe ressaltar foi a fala da vereadora Vania, que assumiu que votaria contrário ao veto, relatando que o Projeto de Lei foi votado por unanimidade pelos vereadores da gestão anterior e que por isso acreditaria na rejeição do veto pelos edis e ainda que votar a favor do veto era punir os funcionários públicos por capricho do prefeito.

Três representantes sindicais usaram a tribuna da Câmara para repudiar a atitude do executivo, em sua fala o Presidente do Sindicato dos Professores do município, Rogério Martins, afirma que o prefeito Francisco tem intenção de fazer o mesmo com todos os projetos aprovados em gestões anteriores [preocupante]. Na mesma linha a professora Ligiane Gonzaga relata que o prefeito deveria ao menos honrar as promessas que ele fez em campanha, que ele só queria se eleger e mais nada. Não obstante o funcionário Alcione Ferreira, veterinário do município, relatou a luta que os servidores tiveram desde muito tempo para conseguir aprovar esse plano e disse estar decepcionado com a atitude do prefeito Francisco em vetar o plano e acabar com a esperança de reconhecimento da classe.


Na votação na tarde desta terça-feira (28.03.2017) o veto ao Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores (PCCS/BJ) obteve 6 (seis) votos a favor, 3 (três) contra e 1(um) votos nulo. Dá-lhe prefeito.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.